terça-feira, 21 de junho de 2011

Agulhas de barbela ou farpela

Olá menias!!!
 Quero dizer que o encontro com minha avó foi muito bom.

 Ela está tão velhinha e tão magrinha, mas com uma cabeça boa que é uma beleza! Deve ser devido ao tricô e crochê.
 Os médicos dizem que quem faz alguma atividade que trabalhe com o cérebro não desenvolve o Mal de Alzheimer, minha avó é prova disso.
Minha avó, minhas filhas Camille e Mayara.


 
 Minha mãe mostrando videos no You Tube sobre tricô para minha avó.
Estas são as agulhas de barbela ou farpela.

Minha avó me ensinou (ou tentou) a fazer meias com as 5 agulhas. Mas as agulhas dela eram diferente das normais, tinham ganchos numa das pontas, como as de crochê.

  Ela ficava falando barbela, farpela, mas como minha avó enrola no alemão e no português de Portugal eu não dei muita atenção nesta palavra. Ela disse que eram agulhas próprias para fazer meias e luvas e que a 'farpela' era para 'pegar' os pontos no meio dos dedos(?).

 Eu perguntei à ela se eram para mim e logo ela disse 'não fia essas eu não acho mais pra compra', e continuou ' eu só trouxe pra te ensinar como se faz'. Minha mãe me puxou para o canto e me falou que ela gosta de ensinar mas ninguém quer aprender e que ela ficou super feliz quando soube que eu estava querendo aprender mais. 


 Adorei a tarde que passamos juntas. Ela reviu minhas filhas e conheceu meu caçulinha. Matei a saudade!
 Logo irei à sua casa, matar mais a saudade e aprender mais porque: "O professor medíocre conta. O bom professor explica. O professor superior demonstra. O grande professor inspira."
( William Arthur Ward ) 

 Beijos,
 Camila Medeji.


5 comentários:

  1. Que linda sua avó!!!
    A sua postagem anterior me fez viajar no tempo quando minha mãe me ensinou a fazer trico...lembro-me mt bem quando eu pedi pela primeira vez pra ela por pontos numa agulha pra mim...
    Estávamos sentadas na cama aí ela pois os pontos e falou:passa de uma agulha pra outra e quando acabar vc faz a mesma coisa...
    kkk ela pensando que não ia dar em nada..kkk
    Aí eu falei pra ela:mãe ..pq o meu não ta crescendo igual o seu????
    e não é que ela teve que me ensinar de verdade...
    E ontem menina eu fiquei tão feliz pois coloquei alguns pontos numa agulha e dei na mão da Ellen..e ela depois de algumas tentativas conseguiu fazer...
    Eu adoro trico e é lindo ver como essa arte está crescendo...
    bjos !

    ResponderExcluir
  2. Adorei!!!Junte essa postagem com a anterior e faça uma homenagem à sua avó.Depois se tiver uma foto dela tricotando junto com vc vai ficar 10.!!!!Vai ser lindo.Vou ficar esperandoheim!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Camila, prazer em conhecer a sua avó, muito simpática.
    Nunca tinha visto agulhas assim, que interessante. Ainda temos muito a aprender, não é mesmo?
    Ah, queria ver algum trabalho feito pela sua avozinha.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Que fofura de avozinha, e ainda faz tricô e crochê. Eu aprendi com minha mãe, ela tinha ciúmes das agulhas não deixava eu pegar, então eu fiquei observando ela fazer tricô e peguei espinhos do pé de laranjeira e aquele barbantinho que amarrava o saco de açúcar. Ela viu e acho que ficou com pena daí me ensinou e deu as agulhas, mas não sem antes fazer muitas recomendações. Beijo na vó linda.
    Joana

    ResponderExcluir
  5. ola, aprendi o tricot aos 10 anos de idade com uma vizinha, a algum tempo vi na internet um tricot feito com apenas uma agulha que tinha um gancho ou barbela ou farpela, e na outra extremidade um furo como de agulhas de costurar onde se coloca um fio mais grosso que sustenta os pontos, sera que voce conhece ou sabe o nome dessa tecnica?
    adriana gloria
    http://gloriadriana.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!
Fico muito feliz quando passam e me deixam um recadinho!